sábado, janeiro 06, 2007

Molhado

Chove há mais de uma semana. Todo dia. Dia e noite. Chove forte. Chove fraco. Mas, chove.
A água já penetrou pelo telhado (há várias goteiras no teto), nas roupas (parecem úmidas), e em tudo. Mofo e bolor são substâncias onipresentes, em tudo e em qualquer lugar.
Quando pára um pouco, é só para ganhar força e recomeçar mais forte. Há muito não chovia por tanto tempo na cidade. Que não é uma cidade chuvosa. Ou, não era.
Chove tanto que parece que as plantas já estão encharcadas e anseiam por um raio de sol.
Aqui não houve tragédias como em outros pontos do país. Apenas essa sensação pesada de umidade que desanima.
Quando virá o sol novamente? Não sei. Espero que logo. Mas não há nenhum sinal no céu.
Fico pensando: "que sorte eu não ter feito parte da família de Noé..."

2 comentários:

Paulo Brabo disse...

Bem-vindo a Curitiba.

That is my life - and I like it .)

Lou Mello disse...

Aqui em Sorocaba não chove há meses. Tá o maior calor, um calor de rachar. Ainda bem que não estou na sua cidade e nem na do Paulo. Detesto chuva.