quarta-feira, janeiro 17, 2007

Empresas covardes

Enoja-me a forma como as empresas, ao serem pegas em erro, rapidamente se escondem atrás de algum funcionário, a quem acusam de ter cometido a falha, avisam o cliente que já puniram o responsável, e estamos conversados.

Que grande canalhice!!! Explico-me:

Quando uma empresa comete um erro (como, por exemplo, a Caixa Econômica Federal) e recebe uma reclamação, sai imediatamente atrás de um bode expiatório. Obviamente, acham, geralmente um peão subalterno, que recebe uma reprimenda (um “erguida” como diz o povo), quando não a demissão sumária. O cliente, então, recebe um telefonema, ou um e-mail, no qual a empresa se justifica, dizendo que não foi erro da empresa, mas, sim, do funcionário, que já foi devidamente punido.

Ora, em primeiro lugar, responsabilidade não se delega. Delega-se autoridade. O funcionário agiu em função de autoridade que lhe foi outorgada para atuar em nome da empresa. Por falha da empresa, ele fez algo errado. Pode ser no treinamento insuficiente, supervisão inadequada, normas de procedimentos dúbios, ou erro na contratação do fulano (ou tudo junto). MAS A RESPONSABILIDADE PELO ERRO É SEMPRE DA EMPRESA !!!!!!!!!!!!!

Sonho em receber, um dia, um telefonema ou e-mail de uma empresa da qual eu tenha feito alguma reclamação com os seguintes dizeres: “Sentimos muito pelo corrido. A empresa errou e pede desculpas. Tomamos as providências necessárias para evitar que este erro se repita, e nos dispomos a compensá-lo por eventual prejuízo. Esperamos contar com sua compreensão e continuidade como nosso cliente. Assinado, a Empresa”

Ao se esconderem atrás de seu próprio funcionário, as empresa demonstram toda sua covardia e falta de consideração pelo ser humano.

E tenho dito.

4 comentários:

Paulo Brabo disse...

Mano velho, aqui no Brasil temos uma relação curiosa e muito peculiar com a idéia de responsabilidade. O realmente terrível do episódio do buraco do metrô é saber que nenhum responsável será verdadeiramente responsabilizado e nenhum prejudicado será verdadeiramente ressarcido.

Rubinho Osório disse...

Pois é, uma tragédia. Se ao menos aprendéssemos com nossos erros e não os repetíssemos...

Chris disse...

Não entendi, foi a Caixa Economica o motivo de sua indignação?
Chris
E estamos de volta.

Georgia disse...

Sonho meu, sonho seu, sonho de muitos brasileiros.

Abracos