sexta-feira, julho 07, 2006

Boa Noite e Boa Sorte

Assiti ao filme com o qual o "bonitão" George Cloney concorreu ao Oscar de melhor diretor. Meu filho, apaixonado por cinema, alugou o DVD. Filme interessante, aborda aspectos da historia recente americana (década de 50), o papel da televisão, da imprensa, da política, da liberdade, dos direitos civis em um sutil e claro paralelo com a situação atual dos EUA e seu presidente idiota. Apesar de não ser um filmão holywoodiano, nem ter fineza artística do cinema europeu, mas propõe uma postura ética frente a situações nas quais, muitas vezes preferimos "ir com a corrente". E por ser tão "diferente" (branco e preto, etc), é atraente para quem gosta de cinema engajado e bem feito (como antigamente).

6 comentários:

Paulo Brabo disse...

Filme classudo. Entre outros méritos, é muito eficaz em associar ética impecável com impecável elegância.

Lou disse...

O meu, esse era meu post de hoje. Eu já havia avisado ontem. Qual é? Hi, hi...

Brincadeiras a parte, assisti o filme noite passada. Na verdade, não escrevi nada. Fiquei pensando, será que alguma rede ou programa de TV aqui, teria coragem de bater de frente com algum figurão do governo. Sempre são as revistas que levantam alguma coisa. A TV nunca sai na frente, a não ser, os lábios do Parreira. Podiam mostrar o que dizem outros lábios, por exemplo.

Rubinho Osório disse...

Meus caros Paulo e Lou. Postei em homenagem intencional a vcs, que tem tantas referências interessantes de cinema, especialmente o post do Lou sobre a África. E obrigado pelo apoio e audiência!!!

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

I like it! Keep up the good work. Thanks for sharing this wonderful site with us.
»