quarta-feira, julho 04, 2007

Novamente os bancos !!!

Minha sogra caiu e quebrou a clavícula. Aos 80 anos, é um problema chato. O pior é que ela não precisava ter caído, ao descer do ônibus. Bastava a Nossa Caixa, banco estatal daqui de São Paulo, te-la tratado com dignidade.
Verdade.  Enviaram-lhe uma carta dizendo ser imprescindível a presença dela na agência. Não deram o assunto.  Ela foi e disseram-lhe que tinha um problema de cheque protestado e que teria seus privilégios de cheque especial suspensos.  Como este tal cheque - de R$ 20,00, menos de 10 dólares - havia se extraviado em 1996 (!) e devidamente sustado, ela supôs, acertadamente, que não havia porquê causar-lhe dor de cabeça.  Não lhe orientaram sobre como proceder nem tentaram eles mesmos eliminar o problema
Preocupada com as possíveis consequências deste fato, distraiu-se ao voltar pra casa e levou um tombo descendo do ônibus.
O banco errou muitas vezes.  Errou quando não indicou qual o assunto a ser tratado; ao não dar a possibilidade de ser conversado por telefone; ao ameaçar a senhora, suspendendo seus privilégios, sem lhe dar chance ou prazo para resolver; ao não resolverem, eles próprios um problema tão banal, inteirando-se primeiramente de suas causas.
O quê fazer? A clavícula quebrou-se. Não há como retroceder no tempo.  A mim, coube-me escrever um protesto veemente ao banco e postar o caso aqui.  Pobres de nós, meros cidadãos !!!

3 comentários:

luma disse...

Georgia apresentou seu blogue a mim.
Descaso total com os clientes e ainda faturam horrores! Um cheque de 1996 já não prescreveu?
Bom dia!! Beijus, Luma

Lou Mello disse...

Oha, sei que não serve para nada, mas estou solidário com você. Ontem estava em Sampa, com meu amigo Adalberto (que é advogado) e comentávamos o fato de que os bancos não perdem uma causa nos nossos tribunais. Ultimamente, coloquei minhas reclamações nos jornais (Estadão e Globo) e consegui alguma atenção, se isso interessar. Espero que sua sogra esteja bem. Muito nobre de sua parte, esse cuidado com a sogra. A minha nobreza não chega a tanto.

alealb disse...

poxa, que absurdo...
lamento muito!
espero que ela esteja bem.
beijos,
alê