quinta-feira, março 29, 2007

Pelo sim, pelo não...

Recebi um email de uma organização não governamental evangélica conclamando-me (a mim) a votar numa pesquisa da “Folha” que pergunta se os homossexuais devem ter os mesmos direitos que os heterossexuais.

Respondi que, “pelo sim, pelo não, meu voto é no meio (ambiente). Salvo engano”.

Enganei-me?

Por que este assunto é alvo de tal veemente campanha?

E a impunidade dos parlamentares corruptos? E o aumento de 83% no salário do Sr. Presidente? E as sete pessoas que morreram, só neste mês de março, por bala perdida no Rio de Janeiro? E a dengue, que grassa solta pelo país? E o salário de fome que recebe a maior parte dos assalariados brasileiros? E o desemprego que atinge a outra parte? E a nossa indiferença quanto à destruição da Amazônia? E o problema do tráfico de drogas, menores, mulheres, trabalhadores neste país? E o Bush, com seus bushismos, que leva destruição ao mundo e lucros imorais às empresas multi?

Vocês tem certeza que eu devo me inquietar e envolver com a questão dos direitos iguais entre homo e hétero? ! ? !

Bem, se vocês acharem que sim, tudo bem.

Um comentário:

Lou Mello disse...

A pergunta que não quer calar nesse assunto é: E os gays não tem os mesmos direitos que os outros cidadãos já garantidos por lei?

Se forem concedidos direitos especiais a eles, também vamos requerer os nossos de grutenses e cada grupo os seus, ora bolas (sem nenhuma ofensa, claro).