domingo, março 25, 2007

A toca das corujinhas

Por mais de 10 anos eu acompanhei um casal de corujas que fez sua toca na encosta ao lado da estradinha que leva à minha chácara em Sorocaba. Por muitos anos, elas fizeram seu ninho e tiveram seus filhotes ( 2, vez em quando 3 e até 4 de cada vez), criaram-nos e voltavam no ano seguinte. Eram minha alegria e minha atenção, ao passar pela toca, procurar pelo casal e saber se estavam bem. A rua era pouco transitada, e vez ou outra eu precisava parar, descer do carro e limpar a entrada da toca, que alguem maldoso havia enchido de entulho. Na ocasião, elas ficavam no poste de luz próximo gritando advertências à minha intrusão.
Mas o tempo passou, a estradinha foi asfaltada e virou rua, o movimento aumentou e elas acharam por bem procurar outro ninho...
Todo dia, quando passo em frente, ainda procuro por elas, na boca da toca - abandonada -, no alto dos postes ou nos muros ao redor. Mas... nada!!! Minhas corujinhas se foram. Onde estão? Estarão bem? Protegidas? Será sua nova toca tão boa quanto a antiga? Nunca mais vou vê-las?
Que tristeza!!!

Um comentário:

Lou Mello disse...

Elas estão todas aqui, em volta de minha casa. Duas noites atrás, uma delas estava pousada na antena de TV e parecia gemer. A Dedé estava querendo ver se havia algo com ela. Pode?