segunda-feira, maio 22, 2006

Liberdade! liberdade? Ah... liberdade

Fui comer uma balinha, destas que tem um bilhetinho dentro. Dizia que eu era de Gêmeos (uau! tá certo!!!) e que prezo minha liberdade. É verdade. Mas qual? Tenho mesmo liberdade? Devo prezar esta tal liberdade? Na verdade, prezo mais a vida do que a liberdade. Pois a vida é feita de compromissos e envolvimentos, muito pouco de liberdade. Tenho com meus filhos, minha esposa, meu trabalho, meus amigos, minha cidade, minhas crenças e valores compromissos que não trocaria por toda a "liberdade" do mundo. São "doces" algemas que me prendem à vida e à tudo pelo qual vale a pena viver. Prefiro a "prisão" da vida do que a "liberdade" de uma vida sem o amor. Sentimento meio brega, mas verdadeiro.

2 comentários:

Lou disse...

E a tal da liberdade com responsabilidade? Não rola?

Rubinho Osório disse...

É uma contradição de termos: a liberdade é irresponsável (no bom sentido) e a responsabilidade aprisiona (no bom sentido tb). A primeira produz vazio e a segunda "satisfação" (sensação de bem estar). Prefiro a segunda.